Da série Mulheres do Futuro, Rediet Abebe está cocriando o futuro desejável para comunidades historicamente marginalizadas.

Natural da Etiópia, Abebe foi estudar nos Estados Unidos para cursar a harvard college e ficou impressionada com a forma como os recursos vitais, geralmente não conseguem atingir as pessoas mais vulneráveis, mesmo no país mais rico do mundo.

E enquanto estagiava na Microsoft, formulou um projeto de inteligência artificial que analisa as consultas de pesquisa para esclarecer as necessidades de saúde das pessoas na África.

E hoje utiliza, técnicas computacionais para mitigar as desigualdades socioeconômicas.

Esse trabalho é o primeiro a utilizar grandes dados baseados na web para estudar a saúde em todas as 54 nações africanas.

Abebe percebeu que os recursos não estavam atingindo as pessoas que precisavam deles. E agora está levando suas descobertas para os ministérios da saúde em todo continente.

Além de trabalhar com o comitê consultivo do National institutes of Health, para ajudar a reduzir as disparidades de saúde nos E.U.A.

E para incentivar o crescimento nessa área, ela co-fundou o Mecanismo de Design para o Bem Social, uma iniciativa que usa algoritmos para resolver problemas que vão desde a alocação de moradias de baixa renda à melhoria dos resultados de saúde.

Abebe pegou a sua insatisfação, fez disso sua causa e as uniu às suas habilidades e competências, vivendo mais que um propósito, cocriando um futuro desejável para milhares de pessoas em situações de vulnerabilidade.

E você futurete? Já pensou em unir sua insatisfação, a uma necessidade, utilizando suas habilidades e competências em torno de uma causa e propósito maior, em prol do bem comum.

Posted in _

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *